Skip to main content
Foto mostra uma mata fechada com os dizeres IoT e Sustentabilidade

IoT: salvando o ambiente, com um dispositivo de cada vez

A Internet das Coisas (IoT) mudará o mundo em que vivemos. A vasta rede de itens do cotidiano conectados entre si pela Internet revolucionará nossa vida cotidiana e alterará nossa economia. Mas como isso afetará o meio ambiente?

O que é IoT?

Esta é a definição dos aparelhos e dispositivos que se comunicam entre si. Um assistente de voz como Alexa, uma luz LED que acende quando a pessoa chega em casa, uma geladeira que mostra receitas da internet no seu visor, tudo isto são exemplos de aparelhos que pertencem à Internet das Coisas. Para sua segurança, utilize sempre esses aparelhos através de uma VPN e não conecte-os diretamente na rede aberta. Você sabe o que é VPN? Trata-se de uma rede privada virtual que protege todos os dados e informações transitados de um aparelho por outro.

Foto mostra parte de TV LG  com informações sobre dispositivos IoT
Muitas TVs já possuem tecnologia IoT, facilitando a comunicação com o usuário

A IoT apresenta algumas preocupações ambientais e de segurança online; assim como as matérias-primas usadas para fabricar os dispositivos e a energia usada para executá-los e armazenar os dados que eles criam. Esses problemas podem ser atenuados, projetando-se com as melhores práticas ambientais e de sustentabilidade e usando fontes de energia renováveis.

A IoT afetará nosso ambiente de algumas maneiras, mas em outras, fornecerá a assistência necessária. Várias tecnologias de IoT são projetadas especificamente para tratar de questões ambientais e podem ajudar a retardar ou reduzir o impacto das mudanças climáticas.

Eficiência energética

Uma casa ou empresa mais inteligente é aquela que utiliza menos energia e, portanto, é melhor para o meio ambiente, poupando dinheiro. Um estudo recente descobriu que a IoT poderia reduzir o consumo de energia em 10%.

Quando tudo em casa está conectado à Internet, a IoT pode se desligar automaticamente ou reduzir o uso de energia quando não é necessário. A IoT pode até sincronizar o uso de energia em toda a rede para evitar que muitas pessoas usem muita energia ao mesmo tempo. Muitos desses dispositivos podem aprender por si próprios quando ajustar a quantidade de energia que extraem.

Foto mostra interior do Tesla Model X e sua tela com comunicação IoT
O Tesla Model X, um dos carros computadorizados de Elon Musk:
bom exemplo do uso da Internet das Coisas (IoT)

Isso se aplica a todos os tipos de dispositivos, desde termostatos, aquecedores de água e iluminação à geladeiras e máquinas de lavar. Mesmo se sua casa já estiver usando dispositivos com eficiência de energia, conectar a Internet das coisas ainda poderá aumentar sua produtividade.

Agricultura inteligente

O papel que os dados e a tecnologia “inteligente” desempenham na agricultura está em ascensão. E graças a essa tecnologia, o mesmo ocorre com os rendimentos, enquanto o uso de energia e água for reduzido.

A IoT pode ajudar os agricultores a coletar dados sobre o solo, as culturas, o gado e o clima. Em seguida, ela pode usar esses dados para ajudar os agricultores a decidir quando e onde plantar. Os agricultores usam sensores para coletar esses dados, além de drones e tratores equipados com uma conexão à Internet e a capacidade de dirigir por conta própria.

Foto mostra drone pousado em gramado com árvores ao fundo
Um drone pode auxiliar na coleta de dados em áreas de reflorestamento

Precisamos produzir ainda mais alimentos nos próximos anos, e a IoT pode ajudar esse processo a ser mais eficiente. A IoT pode ajudar a gerenciar a irrigação, para que os agricultores possam usar menos água e obter um melhor rendimento com menos terra.

Sensores ambientais IoT

Os sensores ambientais podem monitorar a qualidade do solo nas fazendas e também têm potencial para muitos outros usos. Eles também podem ser usados ​​para rastrear a qualidade da água e do ar. Esses dados podem ser combinados para fornecer uma imagem extremamente precisa e atualizada do nosso ambiente.

Esses sensores também podem ser usados ​​para monitorar florestas em busca de incêndios e observar eventos de desastres naturais, como terremotos e tsunamis.

A IoT poderia nos ajudar a entender melhor nosso ambiente e a identificar áreas problemáticas que precisamos corrigir.

Monitoramento da Vida Selvagem

A IoT já está ajudando a proteger espécies ameaçadas de extinção e a monitorar a vida selvagem e continuará a desempenhar um papel nessa área.

Coleiras – e um dia, sensores colocados sob a pele – equipados com tecnologia IoT podem ajudar as pessoas a monitorar animais em extinção, estudar seus hábitos e aprender mais sobre como protegê-los. Um projeto chegou a usar esses colares para rastrear leões e alertar os criadores de gado sobre seu paradeiro, a fim de evitar conflitos mortais.

Foto mostra leoa deitada em relva
A proteção de animais ameaçados conta com produtos baseados na tecnologia IoT

Os drones também foram usados ​​para manter um olho na vida selvagem para ajudar a protegê-los dos caçadores furtivos. Os drones são menos invasivos que outros métodos e facilitam o monitoramento consistente das populações de animais.

A tecnologia tem o potencial de nos ajudar a proteger nosso ambiente e a IoT é uma das tecnologias mais promissoras nessa área. Seja monitorando a qualidade do ar, da água e do solo, rastreando a vida selvagem ou reduzindo o uso de energia, a IoT tem um futuro interessante pela frente e pode desempenhar um papel de destaque na redução de nosso impacto ambiental.


Texto: Davi Gomes <portugues@techwarn.com> e a @Techwarn.com cuidam de Segurança Online.

Fotos: Equipe Ecooar

Facebook Comments

ecooar

A Ecooar Biodiversidade acredita em um mundo melhor! E por acreditar tanto nisso, nossa equipe atua apaixonadamente para proteger, preservar e recuperar a natureza. Trabalhamos com projetos de reflorestamento que agem na recomposição de Áreas de Preservação Permanente (APP) na Mata Atlântica e demais biomas. A formação de florestas retém CO2 da atmosfera, o que resulta na captura de Gases de Efeito Estufa (GEE) e regeneração do meio ambiente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »