Skip to main content
Foto mostra confetes feitos com folhas secas e a frase ô abras alas sustentávele

Carnaval mais verde

Quando chega a época do carnaval no Brasil, muitas pessoas saem em busca de diversão com seus amigos. Toda essa festa remonta do século XVII, em Pernambuco onde aconteceram os primeiros cortejos, com cantigas da época. Já no ano de 1890, surgiu a primeira marcha carnavalesca, “Ô Abre Alas!” de Chiquinha Gonzaga, que animava os festejos no Rio de Janeiro, onde foliões iam fantasiados com máscaras inspiradas nos bailes de Paris.

Foto mostra pessoas vestidas com fantasia de carnaval na década de 1950
Bloco da Bola Preta: carnaval no interior do estado de São Paulo no ano de 1950

De lá para cá muita coisa mudou e curtir essa festa popular em blocos ou mesmo sozinho está cada vez mais sustentável.

São pequenas atitudes que, se compartilhadas, podem gerar menos lixo, deixando de poluir a água, o ar e assim agredir menos o meio ambiente. Aqui damos algumas dicas.

Recicle sua fantasia de carnaval

Se você é daquelas pessoas que tem um guarda roupa com fantasias de outras festas ou roupas antigas, fica fácil customizar uma nova para o carnaval. Basta usar sua criatividade e unir várias peças diferentes. Isso agora possui o nome de upcycling, que incentiva a mistura de roupas e estilos, tudo em nome da diversão. Busque também em brechós aquele adereço que faltava para dar um toque final a sua fantasia.

Confete sustentável

Hoje em dia os confetes utilizados no carnaval já são feitos a partir de papel reciclado, o que não impede de poluírem o meio ambiente, ao caírem em bueiros e serem levados para dentro dos rios, causando entupimentos e enchentes.

Foto mostra folha secas de árvores e furador de papel para carnaval
É muito fácil você criar seus próprios confetes

Prefira fazer os seus próprios confetes. Como? Muito fácil, recolha folhas secas das árvores em frente da sua casa ou de uma praça próxima, utilize um furador de papel e comece a criar seu próprio confete. Você pode usar folhas de tons diferentes, preferencialmente as secas. Desta forma você curte a festa e ajuda o meio ambiente.

Crie seu glitter natural

Para divertir-se com muita cor fuja do glitter industrializado, pois ele é micro plástico colorido, que após o seu banho, vai para esgoto e depois para os rios e mares, contaminando peixes e plantas aquáticas, que em última instância podem voltar para nossa mesa.

Prefira o glitter sustentável, que além de barato, protege o meio ambiente. Utilize um pouco de corante natural, como o extraído do Urucum, ou corante para alimentos, pingue em um potinho contendo sal, deixe secar e pronto. É só se divertir sem peso na consciência.

Que tal ir de lata no carnaval?

Quando for consumir a sua bebida dê preferência para os produtos em lata, que além de ser mais prática, não necessita de outros acessórios, como canudos. Além disso o alumínio é 100% reciclável.

Foto mostra latas de alumínio vistas de cima
Prefira consumir sua bebida favorita em latas de alumínio

Uma das ações que existem é o ‘Vá De Lata‘ que criou o movimento que incentiva o uso do consumo de bebidas em lata, beneficiando diretamente os catadores, gerando renda para eles e suas famílias.

Copo reutilizável

Uma outra solução é você preferir um copo feito a partir de plástico ecológico, utilizando ele várias vezes durante a folia. Pode ser o ‘Meu Copo Eco’ com a ‘função de substituir o descartável, ajudando a criar uma nova cultura de consumo que é acessível a todos’.

A Ambev, que utiliza o slogan ‘Juntos por um Mundo Melhor’, já anunciou a busca pela eliminação e substituição do plástico desnecessário até o ano de 2025, por embalagens feitas com 100% de material reciclado.

Carnaval coletivo

Participe das festas usando o transporte coletivo, aplicativos ou combine caronas com amigos e conhecidos, pois além de ser mais barato, causa menos impactos ao meio ambiente, gerando menos emissões de gases do efeito estufa, o conhecido CO².

Foto mostra trem da CPTM chegando na estação
Junte sua turma e utilize o transporte público coletivo

Blocos sustentáveis

Quando for se divertir dê preferência aos blocos que pensam no coletivo. Um bom exemplo disso é o Galo da Madrugada, que este ano utilizará sobras de jeans e dará preferência a artistas locais, evitando gasto com deslocamento, gerando menos poluição de GEE. Além desse, o bloco Sargento Pimenta não utilizará materiais impressos, que contribuem para poluir as ruas.

E lembre-se: hidrate-se sempre, respeite as pessoas, as diferenças de pensamentos e gêneros, entenda que não é não, proteja a natureza e bom carnaval.


A Ecooar Biodiversidade apoia ações sustentáveis para um mundo melhor. Quer compensar seu evento ou produto e ter um Selo Verde? Saiba mais.


Texto e fotos: Equipe Ecooar
Informações: meucopoeco.com.br | hypeness.com.br | gazetadopovo.com.br

Facebook Comments

ecooar

A Ecooar Biodiversidade acredita em um mundo melhor! E por acreditar tanto nisso, nossa equipe atua apaixonadamente para proteger, preservar e recuperar a natureza. Trabalhamos com projetos de reflorestamento que agem na recomposição de Áreas de Preservação Permanente (APP) na Mata Atlântica e demais biomas. A formação de florestas retém CO2 da atmosfera, o que resulta na captura de Gases de Efeito Estufa (GEE) e regeneração do meio ambiente.

Deixe uma resposta

Translate »