Foto mostra a modelo Anajú e logo 368 LA Femme

Anajú: grife ‘La Femme 368’ mais sustentável

A atriz e empresária Anajú Dorigon demonstra muito interesse quando o assunto é sustentabilidade. Prova disso é que sua grife ‘La Femme 368’ já nasceu com a missão de reduzir os impactos gerados, despertando a simpatia e o carinho de todos em relação a ação.

A atriz Anajú Dorigon, vegetariana, adepta das causas sociais, que despontou em 2014 ao interpretar a antagonista Jade na vigésima segunda temporada de Malhação, que lhe rendeu o prêmio de Melhor Atriz Jovem no Prêmio Jovem Brasileiro por dois anos consecutivos, embarca de vez no mundo da moda lançando a ‘La Femme 368’.

“A marca é um sonho que carrego comigo há anos. Passei por um longo processo de maturação de ideias e objetivos, até entender o que de fato desejava entregar – experiência e inspiração costuradas por elegância, atemporalidade e um toque de sensualidade”, define a fundadora.

Foto mostra Anajú com vestido da coleção Grace
A primeira coleção foi inspirada na era de ouro de Hollywood

Além de assinar a sua marca própria, Anajú é responsável por idealizar cada peça e o conceito da primeira campanha da grife. “The Golden Age Collection”, foi inspirada na era de ouro de Hollywood (1940 a 1965) onde cada peça recebeu o nome de uma atriz icônica daquele período, como Sophia Loren, Grace Kelly e Lauren Bacall, por exemplo. Respeitando as medidas de isolamento social impostas pela pandemia, a atriz conseguiu desenvolver em casa, com a família, quase todos os detalhes do lançamento.

Conhecida por seus papéis na televisão, a atriz vem de uma família de empresários, e confessa nunca ter descartado desenvolver seu lado empreendedor. “Mesmo seguindo meu coração ao optar pela carreira artística, sempre tive o apoio incondicional da minha família na minha profissão. Quando revelei o desejo de empreender na moda, além de me apoiarem, pude contar com a mentoria carinhosa dos meus pais e do meu avô, que apesar de ter 83 anos, segue antenado no mundo dos negócios. ”

Fãs da Anajú

Algumas das funções mais importantes das redes sociais é unir pessoas em torno de uma causa, dar voz a elas e possibilitar o maior contato com quem se admira.

É o caso de alguns fãs clubes da Anajú. Através do Instagram cada um deles demonstra para a atriz e empresária todo o seu carinho, em postagens e mensagens na rede social.

Foto mostra Anajú como destaque em perfil de fã clube

Anajutilizando

“Anajú é a pessoa mais doce e amável que eu já tive o prazer de conhecer, mesmo que distante! Tenho ela comigo me inspirando de uma forma única, desde os meus 14 anos de idade. Ela nos inspira todos os dias à sermos pessoas melhores. Valorizar ás coisas mais simples da vida. Que podemos transformar qualquer sonho em realidade. São tantas coisas! Quando eu à encontrei, digo que me encontrei também. Ela é meu lar! Não tenho palavras exatas que expressam toda a minha gratidão e admiração. Anajú é aconchego, com todos nós fãs!”, diz Ana Caroline, criadora do perfil. Conheça aqui.

Anajutilizando

“Me encantei com o coração doce da Anajú há alguns anos atrás e desde então ficamos ‘grudadas’ até hoje. Sou muito feliz pela relação linda que temos. A Anajú é doce, linda por dentro e por fora e isso faz com que todos ao redor dela fiquem encantados. Ela nos inspira sermos cada vez melhores, corrermos atrás dos nossos sonhos e sabermos que Deus está sempre planejando algo lindo para nós. Tenho muito orgulho de tudo que ela está realizando e dessa marca linda que é 368! Desejo cada vez mais sucesso, eu estarei aqui sempre aplaudindo e admirando cada detalhe”, comentou Giovanna, uma das responsáveis pelo fã clube. Conheça aqui.

Anajú propõe uma moda mais consciente

Para a fundadora da marca, não existe futuro sem uma consciência ambiental coletiva, e a ‘La Femme 368’ colabora para esse despertar da sociedade nesta causa, seguindo os princípios da ESG (environmental, social and governance ou ambiental, social e governança). Ela está inserida num grupo de empresas que atuam de maneira mais sustentável, levando em conta a necessidade de reflorestamento e de preservação de nascentes.

“Trabalhamos com a neutralização de carbono, com economia circular e com produção consciente. Investimos na compra de tecidos nacionais, possuímos uma estrutura de otimização e aproveitamento de tecidos assim como incentivamos um consumo mais slow, ao invés de trabalharmos com um enorme número de coleções e peças, trocamos a potencial descartabilidade de uma produção em massa por desenvolvimento de peças que podem ser utilizadas de diversas formas, por um longo tempo e que se mantém elegantes e atemporais!”, comenta Anajú.

Em parceria com a Ecooar, foi criado um plano de responsabilidade e compensação das emissões de carbono da empresa (emitidos através do uso de websites, embalagens, transporte), foi definida a quantidade de árvores que precisaram ser plantadas para auxiliar na compensação de carbono e proteção do meio ambiente.

A compensação das emissões de carbono da marca ‘La Femme 368’, foi realizada com espécies
arbóreas nativas; vemos o plantio de um Ipê branco, nas fotos tiradas por Lorena Zapata

‘Ainda temos muitas árvores a plantar e desejamos expandir cada vez mais o nosso bosque, trabalhando também para compensar o carbono social e fazer o que estiver ao nosso alcance para diminuir os impactos de nossa produção e consumo”, revela a atriz.

Além disso, sua área conta um QR Code exclusivo, permitindo que todos possam acompanhar a ação através de uma plataforma inovadora com auditoria pública on-line, conhecendo o local onde as árvores foram plantadas, visualizando as espécies arbóreas e demais informações. Uma dessas árvores inclusive foi doada para atriz Nathalia Dill.

Foto mostra placa da 368 La Femme em área de reflorestamento
Placa de identificação da área de reflorestamento, no interior do estado de São Paulo (foto: Lorena Zapata)

Inclusive esta ação rendeu mídia espontânea e destaque em várias revistas como Forbes, Caras, Vogue, além de muitos sites, mostrando a importância da diversidade e educação ambiental.

Conheça aqui a área de reflorestamento da ‘La Femme 368’.

Ampliando o bosque

Para esse dia 21 de setembro de 2021, Dia da Árvore, mais árvores foram inseridas no bosque ‘La Femme 368’, fazendo com que a proteção de nascentes e da biodiversidade fosse ampliada, com a compensação de 8.840 quilos de CO2 equivalente.  

Inclusive essas novas mudas de árvores nativas brasileiras foram plantadas por colaboradoras, reforçando ainda mais o papel social da marca, demonstrando a importância da mulher à frente de ações ambientais.

Equipe de colaboradoras que realizou o plantio das árvores (foto: Lorena Zapata)

Anajú Dorigon destaca que “está em nossas mãos a preservação do planeta e que, em pequenos passos, estamos construindo um futuro melhor e mais verde”.

Conheça mais sobre a marca ‘La Femme 368’  


Empresas e pessoas que buscam o desenvolvimento sustentável são inovadoras e estão em harmonia com a realidade atual, transformando locais através de ações que valorizam a sustentabilidade, essencial para o futuro de todos.

Gostou dessa iniciativa? Faça como ela, entre em contato e conquiste você também o Selo Verde Ecooar para a sua empresa.

Facebook Comments

ecooar

A Ecooar Biodiversidade acredita em um mundo melhor! E por acreditar tanto nisso, nossa equipe atua apaixonadamente para proteger, preservar e recuperar a natureza. Trabalhamos com projetos de reflorestamento que agem na recomposição de Áreas de Preservação Permanente (APP) na Mata Atlântica e demais biomas. A formação de florestas retém CO2 da atmosfera, o que resulta na captura de Gases de Efeito Estufa (GEE) e regeneração do meio ambiente.

Deixe uma resposta